Asilo x Residencial Sênior: qual a diferença entre eles?

Muitas dúvidas surgem quando o assunto é a diferença entre Asilo e Residencial Sênior. Estamos aqui para te explicar nos mínimos detalhes o que faz do Residencial um novo conceito de hospedagem e quais são todas as vantagens oferecidas por ele. Mas primeiro, vamos voltar um pouco na história.

 

Mas afinal, o que é um asilo para idosos?

O primeiro asilo para idosos foi criado em 1890, no Rio de Janeiro. A instituição foi criada para amparar idosos e garantir que todas as suas necessidades fossem atendidas.

Atualmente, os asilos são lugares destinados para idosos dependentes ou independentes. São casas com estrutura adaptada que garantem cuidado integral, acompanhamento especializado e socialização. Podem também ser conhecidas como casas de repouso ou clínicas geriátricas.

 

Quais são os diferenciais oferecidos por um Residencial Sênior?

 

– Equipe Multiprofissional:

Para promover o melhor cuidado aos nossos hóspedes, é necessária uma equipe multiprofissional altamente capacitada composta por enfermeiros, cuidadores de idosos, gerontólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e médicos.

Conheça:

Cuidadores de Idosos: esse profissional fica responsável por acompanhar e dar apoio aos hóspedes em qualquer atividade. Seja no momento da alimentação, higiene, passeio ou diversão os cuidadores estarão sempre ao lado.

Enfermeiros: são responsáveis por fazer toda a gestão de medicamentos e sinais vitais. Além disso cumprem um papel extremamente importante de acolhimento dos idosos e suas famílias durante toda a hospedagem.

Gerontólogo: esse novo profissional mudou a forma como olhamos para o cuidado com idosos. Dentro do nosso residencial ele faz toda a gestão e integração do corpo multiprofissional.

Fisioterapeutas: executam atividades que têm como objetivo o fortalecimento muscular e a prevenção de dores e doenças associadas aos ossos e articulações.

Terapeutas Ocupacionais: profissionais que trabalham com as atividades de vida diária, promovendo exercícios que incentivam a autonomia e independência dos idosos nos afazeres diários.

Nutricionistas: responsáveis pela criação dos cardápios dos residenciais, além disso fazem avaliações nutricionais periódicas para averiguar a saúde física de cada hóspede.

Médicos: visitam cada residencial periodicamente para realizar a avaliação física de cada idoso hospedado. De forma humanizada escuta e compreender cada hóspede com foco em promover saúde e bem-estar.

 

– Atividades variadas:

Além de uma equipe especializada e multidisciplinar, o Residencial Sênior estimula a socialização e as atividades com foco na cognição e no corpo. Elas são muito importantes para a saúde mental e emocional de nossos hóspedes.

 

– Atividades físicas:

Treinamento de Marcha: realizar um conjunto de atividades que buscam a melhora da mobilidade. Fazemos treino de equilíbrio, de postura e aprendizagem motora.

Educador físico: atividades pensadas especialmente para nossos hóspedes com objetivo de fortalecimento muscular.

Caminhadas: um dos exercícios mais indicados pelos médicos para pessoas 60+. Ajuda no fortalecimento muscular e na saúde cardio respiratória.

Fisioterapia: realizar circuitos, exercícios de equilíbrio e fortalecimento muscular com o objetivo de ajudar nas dores e prevenir doenças ligadas aos ossos e articulações.

 

– Socialização:

Inserção social: promover momentos de convivência visando a participação social, o lazer e o bem-estar.

Dinâmicas em grupo: excelentes para promover a socialização enquanto fazem uma atividade física ou manual com um objetivo definido.

 

– Interação e estimulação:

Terapia Ocupacional: focado em desempenhar as atividades de vida diária, estimulando o nível de independência e autonomia de cada hóspede.

Atividades manuais: promovem a melhora da coordenação motora fina, visomotora, destreza, movimentação dos membros superiores e exploram a criatividade.

Oficina de Estimulação Cognitiva: proporciona aos idosos o desenvolvimento de novas conexões neurais e novas habilidades.

Jogos educativos: aliando atividades lúdicas e estímulo cognitivo, os jogos são ótimos para ajudar na interação e integração dos hóspedes.

Atividades Ocupacionais: jardinagem, cuidados de animais e outras atividades, são ótimas para a valorização do idoso como indivíduo útil e necessário

 

– Atividades Extras:

Atividades Culturais: valorizamos o nível cultural e o potencial intelectual de cada hóspede utilizando sessões de cinema, peças teatrais, discussão de assuntos atuais e literatura.

Dia da beleza: é um momento para estimular a auto-percepção e o reconhecimento do próprio corpo diante da vida.

Oficina de culinária: uso da comida e do ato de cozinhar para despertar memórias afetivas ligadas aos alimentos.

 

– Estrutura adaptada para o idoso e familiares:

Oferecer uma estrutura completamente adaptada para que o idoso possa se movimentar com independência e autonomia. Além disso, transformar cada cômodo em um ambiente com cara de
casa de família, trazendo aconchego e acolhimento para os nossos hóspedes.

 

Asilo de Idosos x Residencial Sênior

Como você pode perceber, o Residencial Sênior é completamente diferente dos espaços conhecidos como asilos.

A modelo Terça da Serra, por exemplo, é diferenciado, com Metodologia Exclusiva de Cuidado e foco no bem-estar dos idosos nos tornam a melhor escolha para hospedagem para idosos.

 

Quer saber qual a diferença entre o Geriatra e o Gerontólogo?

Quer saber como é a rotina dos nossos Residenciais Sênior?

Nos acompanhe nas Redes Socais!

Compartilhe este artigo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email