Meu familiar com Alzheimer não quer comer, o que eu faço?

Esse é um problema bem comum! Muitas pessoas relatam que o idoso com Alzheimer está com dificuldades para comer. Então hoje iremos falar um pouquinho sobre isso.

 

O primeiro ponto a se rever é: por que ele não quer se alimentar? Será que ele esquece de comer? Ou perdeu o paladar? Talvez ele não consiga mastigar? Estar atento aos pequenos sinais é essencial, pois a alimentação é extremamente importante. Por isso separamos aqui algumas dicas que podem te ajudar nesse momento.

 

  1. Que tal fazer algo antes da refeição?

Tente fazer atividades que cansam um pouco antes do horário de comer, pois deste modo a pessoa estará com um pouquinho mais de fome. Faça uma leve caminhada, alguma atividade rotineira como tomar um banho, qualquer coisa que exija um pouco mais e o canse.

 

  1. Misture a refeição com diversão

Tente entender quais são os alimentos que mais agradam o paladar do seu familiar. Utilize temperos, cores, formas diferentes para montar pratos que deem aquele ar de vontade de comer, tente não bater a comida no liquidificador para virar uma papinha. Transforme esse momento em um horário divertido para ele! Inclua histórias, converse, cantarole, isso fará com que a refeição se torne prazerosa para ele. Só tome cuidado para não fazer muito barulho e acabar criando distrações ao invés de ajudar.

 

  1. Não force!

Forçar um idoso a comer é a pior coisa que você pode fazer. Ele pode acabar associando aquele momento com algo ruim e tendo a mesma impressão sobre você. Tenha paciência! Esses problemas com a alimentação são mais normais do que você imagina.

 

  1. Verifique se ele está conseguindo mastigar direito

A mastigação e deglutição costumam ser muito afetadas nessa doença. Verifique se o idoso está conseguindo mastigar bem. Tente sempre cozinhar os alimentos um pouco além do ponto, para que fiquem mais moles. Isso não significa que você deve transformar a comida dele em um purê!

 

  1. Procure ajuda de uma nutricionista

Ela conseguirá te deixar a par de como está a nutrição do idoso, bem como te dar dicas úteis para a preparação dos alimentos e como incentivá-lo a comer. A ajuda de um profissional é extremamente importante, até porque em alguns casos pode ser até algum remédio que esteja modificando o apetite, então ela poderá ajudar.

 

A nutrição de um idoso é extremamente importante! Em nossos residenciais temos nutricionistas que trabalham diariamente montando cardápios que contenham exatamente o que cada hóspede necessita. Além de fazer mensamente a pesagem e medição para verificar se ele não está emagrecendo demais. Se você tem interesse em conhecer um pouquinho do dia a dia em nossos residenciais, nos siga nas redes sociais.

 

Instagram

Facebook

Compartilhe este artigo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email